Carregando...

Central de marcação: (21) 3799.8999 | (21) 2602.3750 | (21) 98604.3860

Gordura trans: porque esse mal deve ser evitado a qualquer custo

Postado: 13 de janeiro de 2017

A gordura trans é um tipo específico de gordura, formado por um processo químico que pode ser natural (quando ocorre no estômago de animais) ou industrial (quando óleos vegetais líquidos são transformados em gorduras sólidas com a adição de hidrogênio). A substância é largamente utilizada pela indústria para melhorar o aspecto e a consistência dos alimentos e aumentar sua durabilidade, mas não é bem digerida pelo organismo mesmo na forma natural.

A verdade é que não fomos preparados para ingerir a gordura trans. Parece que há uma incapacidade do organismo em eliminá-la e por isso ela fica depositada no corpo. E o pior: não existe nenhum alimento que, quando ingerido, combata ou minimize seus efeitos no organismo.

Ela eleva o colesterol ruim (LDL), diminui o colesterol bom (HDL), aumenta a obesidade abdominal e o processo inflamatório no organismo e há um risco maior de desenvolvimento de diabetes. Isso tudo pode predispor a um risco muito grande de aterosclerose, que é a formação de placas de gordura, causadoras do entupimento das artérias do coração e do cérebro. Por isso é muito importante haver a conscientização da população para não consumir esses alimentos.
Também há evidências na literatura científica de que o consumo excessivo de gordura trans pode estar relacionado à maior incidência de câncer de mama.
Confira os alimentos que podem apresentar gordura trans:
– alimentos de fast-food
– biscoitos (incluindo os do tipo de água e sal)
– margarina (as mais duras e amareladas)
– maionese
– pipoca de microondas
– massas folhadas
– bolo industrializado
– sorvete cremoso
– batata frita e outras frituras
– salgadinhos de pacote
– sopas e cremes industrializados
– pratos congelados
– chocolate em barra e bombons

Sempre observe no rótulo desses produtos se há gordura hidrogenada ou parcialmente hidrogenada, óleo vegetal hidrogenado ou parcialmente hidrogenado. Se positivo, certamente há gordura trans na composição do alimento. Quando não tem trans, o fabricante faz questão de avisar.

Fonte: Hospital Albert Einstein

Publicado por: susga

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


nove − 9 =

Susga

Clínica Susga

Medicina Diagnóstica
Com 40 anos de história, a Clínica Susga é referência no mercado em exames de diagnósticos por imagem na região de São Gonçalo e Leste Fluminense...
Perfil Completo