Exames

 Home / Exames

Ressonância magnética 1,5T (alto campo) e Ressonância magnética aberta

A ressonância magnética tornou-se o mais moderno e o mais perfeito exame de diagnóstico por imagem, fornecendo imagens em alta definição dos órgãos internos do corpo através da utilização de um campo magnético. Ela consegue detectar anomalias que os demais exames não conseguem, além de fornecer imagens com maior resolução anatômica e avaliação funcional. O aparelho em que o exame é feito consta de um tubo circundado por um grande imã, no interior do qual é produzido um potente campo magnético.

Exames:
  • Exames Gerais (Crânio, Ombro, Joelho, Colunas)
  • Angiorressonância
  • Artrorressonância
  • Colangiorressonância
  • Enterorressonância
  • RM Funcional do crânio (difusao, perfusão, espectroscopia de prótons)
  • Perfusão
  • Difusão

Tomografia computadorizada multislice

A tomografia computadorizada é um exame não invasivo, baseado nos mesmos princípios técnicos da radiografia digital, sendo uma evolução técnica da mesma sendo muito utilizado para o estudo dos “tecidos moles” e ósseo do corpo. O tomógrafo computadorizado obtém imagens em tons de cinza de várias secções (fatias) da região estudada, criando uma imagem multiplanar e 3D com maior nitidez.
    Exames de Tomografia computadorizada:
  • TC do Abdome, Bacia, Quadril e da Pelve.
  • TC da Aorta e das Artérias Renais.
  • TC dos membros inferiores, Pé, Perna, Joelho, Tornozelo e Coxa.
  • TC Articulação Sacroilíaca.
  • TC Articulações temporomandibulares (ATM).
  • TC do Ombro, Braco, Cotovelo, Antebraço, Punho e mão.
  • TC Coluna Cervical, Dorsal, Lombar e sacrococcígea.
  • TC Mastóides.
  • TC dos Seios da Face.
  • TC Cranio e Sela Túrcica.
  • TC Tórax.
  • Estudo vascular (Angiotomografia – Cranio, Carotidas, vertebrais, toraxabdomen e pelve).

Mamografia digital

A mamografia digital é um exame de raio X da mesma forma que a mamografia convencional, mas que permite uma visualização mais detalhada e melhor da mama em menos tempo de exposição à radiação, tornando-se o principal exame para rastreamento do Câncer de Mama.
A queixa da maioria das mulheres é que a mamografia digital dói. No entanto, quando a mamografia é realizada 1 semana após a menstruação, causa menos dor que em outras épocas do mês, devido às alterações hormonais.

Raio-X digital

Nas radiografias digitais, as imagens são adquiridas por aparelhos de raios X que, ao invés de utilizar filmes radiográficos, possuem uma placa de circuitos sensíveis aos raios que geram uma imagem digital e as enviam diretamente para o computador. Os sistemas de radiografias digitais oferecem a possibilidade de obtenção de imagens com exigências de exposição muitas menos rigorosas do que os sistemas analógicos (raio x comum). As técnicas digitais de processamento e manipulação permitem melhorar as imagens ruins (escuras, claras ou com pouco contraste), garantindo uma exposição única do paiente e baixa dose de radiação.

Densitometria óssea

A densitometria óssea é o exame ideal para o diagnóstico da osteoporose e da osteopenia por detectar a redução da massa óssea de maneira precoce e precisa. É o método mais utilizado para avaliar a densidade mineral dos ossos. A densitometria óssea avalia a coluna lombar, a região proximal do fêmur e o terço distal do rádio. Isso porque essas áreas são as que estão mais sujeitas a fraturas. Esse método utiliza aparelhos sofisticados e que apresentam duas vantagens importantes: são rápidos e produzem uma baixa exposição à radiação - até dez vezes menor que a exposição gerada por uma radiografia normal de tórax. A densitometria óssea é um teste rápido (dura cerca de 5 minutos).

    Indicações da D.O.:
    O exame de densitometria óssea é indicado para mulheres acima de 65 anos e homens acima de 70 anos. Entretanto, pode ser indicado para mulheres abaixo de 65 anos e homens abaixo de 70 anos que preenchem um dos critérios abaixo:
  • Baixo Peso (Índice de Massa Corporal menor que 18,5 kg/m²)
  • Fratura Prévia
  • Medicações que aumentam o risco de osteoporose
  • Doenças que aumentam o risco de osteoporose
  • Monitorar osteoporose já diagnosticada (acompanhamento do tratamento).
  • Contraindicações:
  • Mulheres grávidas ou com suspeita gravidez, por conta da radiação
  • Pessoas que fizeram exame com contraste de iodo ou bário não podem fazer a densitometria óssea durante uma a duas semanas
  • Cirurgia ortopédica extensa ou prótese extensa na região avaliada.
  • Obesiade grave ( > 160 kg).

Ecocardiograma Bidimensional com Doppler Colorido

A ecocardiografia ou ecocardiograma bidimensional com doppler é um exame de ultrassom, no qual as imagens do coração, captadas por um transdutor colocado sobre o tórax do paciente, são transmitidas para um monitor. É um método diagnóstico muito utilizado em cardiologia para a detecção de alterações estruturais e/ou funcionais do coração.

    Indicações:
  • Função ventricular esquerda, de dispneia e edema, e das cardiomiopatias.
  • Valvopatias de sopro cardíaco e de próteses valvares.
  • Dor torácica com suspeita de etiologia cardíaca, com diferenciação entre síndrome isquêmica aguda, pericardite, dissecção de aorta, estenose valvar aórtica, prolapso de valva mitral, cardiomiopatia hipertrófica e outras patologias extracardíacas, como tromboembolismo pulmonar, doenças do esôfago ou osteoneuropatias.
  • Efeitos da hipertensão arterial sistêmica.
  • Eventos cardioembólicos, centrais ou periféricos.
  • Hipertensão no tromboembolismo pulmonar e em doenças pulmonares.
  • Substrato anatômico para arritmias e síncope.
  • Massas e tumores intracardíacos.
  • Doenças do pericárdio.
  • Doenças da aorta torácica, da artéria pulmonar e das veias cavas e pulmonares.
  • Cardiopatias congênitas.
  • Pacientes criticamente enfermos ou politraumatizados.
  • Rotina cardiológica em pacientes assintomáticos, porém sob situações especiais, como gravidez ou atividade atlética de alta performance.
  • Doenças sistêmicas ou terapêuticas com envolvimento cardíaco.
  • Seguimento evolutivo dessas doenças ou avaliação do efeito de medidas terapêuticas.


  • Limitações do exame em pacientes que apresentem:
  • Limitação de janela acústica por interposição de ar ou tecidos (enfisema subcutâneo, doença pulmonar obstrutiva periférica (DPOC), obesidade, prótese mamária, entre outras).
  • Limitação de acesso ao tórax (curativos, feridas cirúrgicas, drenos, entre outros).

Medicina fetal

É uma especialidade que visa o acompanhamento detalhado de gestações através da ultrassonografia e procedimentos invasivos, sempre visando o bem-estar do binomio mãe-feto. Realiza ainda rastreamento de cromossomopatias através da medida da translucêncianucal, ducto venoso, regurgitação da válvula tricúspide, osso nasal e outros chamados marcadores. É praticada por obstetras com treinamento em ultrassonografia e habilitação em medicina fetal.

Ultrassonografia 3D / 4D

É um método propedêutico de grande relevância na Medicina. A sua inocuidade, tanto materna como fetal, a ausência de contraindicações, e os préstimos e subsídios que nos fornece, justificam seu largo emprego em todas as especialidades médicas e cada vez mais se afirma como um dos pilares do diagnóstico médico na atualidade.
Apresenta a anatomia em imagens seccionais, bidimensionais ou tridimenssional, que podem se adquiridas em qualquer orientação espacial. Não possui efeitos nocivos significativos dentro das especificações de uso diagnóstico na medicina.
Não utiliza radiação ionizante.
Possibilita o estudo não invasivo da hemodinâmica corporal através do efeito Doppler. Permite a aquisição de imagens dinâmicas, em tempo real, possibilitando estudos do movimento das estruturas corporais.

Punções / biópsias

São feitas, em geral para colher material para ser avaliado por um especialista. É a partir dele que é possível obter informações sobre lesões e algumas doenças.
O procedimento é considerado minimamente invasivo e permite a programação da cirurgia mais adequada quando necessária.

Videoendoscopia

Geralmente esse procedimento é usado para detectar doenças no aparelho digestivo e outros processos inflamatórios, além de avaliar a eficácia de tratamentos. É simples e bastante seguro, pois gera imagens de alta resolução. É um exame muito sensível, permitindo ao médico visualizar a maioria das anormalidades. Além do diagnóstico, procedimentos terapêuticos podem ser realizados durante o exame. Se necessário, pequenas amostras de tecido, (biópsias), podem ser colhidas de modo indolor, para análise microscópica.